Páginas

sexta-feira, 13 de março de 2009

Menina Camaleoa,
nuns dias é gata, noutros empresta sua cor
e fica bela lagarta,
de repente salta e pula
vira macaca,
por um breve instante descansa,
então é a mansa e encarnada
joaninha,
no outro tempo ganha asas maiores
e já é andorinha!
É assim, entre os galhos e as folhas, brincando com os seus disfarces que a re-encontro, e então, chamo de volta a bela menina, que sei, atende pelo nome de Marina!
Obs:. Nesse verão, a árvore de Jambolão, que tem em frente a minha casa de praia, foi escalada muitas e muitas vezes pela Nina...eu fotografei sempre! Ela mostrou uma habilidade em subir, descer, girar, que enxerguei ela natureza... a árvore virou elemento de faz-de-conta e refúgio para um momento de mau humor, também...enfim, quase um esconderijo... como nos encanta a imaginação da criança...fico pensando, porque esse jeito maravilhoso de poder ser, tantas coisas, não fica conosco pro restos de nossas vidas... foi por isso, que escrevi a poesia.

2 comentários:

marcinha disse...

Linda Nina...Lindo texto...
Só inspiração!

Anônimo disse...

simplismente fantastic!!!!!